Ramos e Ramos - Templates da Lua

Perfil



Meu perfil

BRASIL, Nordeste, Mulher, de 20 a 25 anos, Música, Viagens, ....

Histórico

+ veja mais

Votação

Dê uma nota para meu blog

Outros Sites

XML/RSS Feed
O que é isto?

Leia este blog no seu celular

Visitante Número

18/02/2009

A Borboleta e o Grilo

 

 E quando nada mais te custe
 Volta à redoma de vidro
 Pequena Borboleta, ou segue voando
 Teus olhos em tuas asas
 Antenas desarrumadas
 Não vou mais, te prender

 Lentamente, brisas e ventanias
 Carregam a pequena
 Mas a pobre já foi largata
 E isso não mais importa
 Importa para mim

 Fui tolo ao te olhar
 Olhos nas asas
 Antenas desarrumadas
 Não vou mais, te prender

 Vai garota que o céu é de marfim
 Vai cantando e não espera por mim

 Agora seu pobre grilo
 Vivo, cego, que ama
 A pequena borboleta
 De antenas desarrumadas

 Vai garota que o céu é de marfim
 Vai cantando e não espera por mim

 Vai.

 

----##----

 


Escrito por uli.pontes às 13h30
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Tell me sweet little lies

Mentir é feio.
Ou como aprendemos desde pequenos - a honestidade é a melhor política, a verdade te libertará, eu cortei a cerejeira*, que seja.........
O fato é que mentir é uma necessidade. A gente mente para si mesmo, porque a verdade.........a verdade dói pra caramba.
Não importa o quanto a gente tente ignorar, ou negar, mais cedo ou mais tarde a mentira cai terra abaixo, gostemos ou não.
Mais aqui vai uma verdade sobre a verdade: "Ela machuca. Então a gente mente."

PS: "Eu cortei a cerejeira" se refere a George Washington, o primeiro presidente dos EUA, que era conhecido pelo seu apurado senso de verdade, mesmo quando criança. A origem dessa história remota de quando ele, ainda era jovem, cortou uma cerejeira e quando o pai dele perguntou, ele falou a verdade. George então não foi punido, porque ele falou a verdade.
Entenderam a moral da história?

 

Recomendo: Zeca Baleiro (perfil) - Show de bola.

=D

*Beijosss em todos!!*


Escrito por uli.pontes às 08h26
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]